Operação Pente Fino pretende regularizar o Bolsa Família!

Procedimento pretende regularizar o máximo possível de benefícios incorretos.

Verificações e cancelamentos de forma a regularizar um cadastro de benefícios aos cidadãos. Chamado de “pente-fino” sobre o Programa Bolsa Família, o método iniciado em maio alcança milhares de cancelamentos desde o início da pesquisa.

Esse procedimento cruza informações do Cadastro Único – Cad Único juntamente com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a Folha de Benefícios do INSS e o FGTS.

Como se sabe, o programa Bolsa Família, programa criado para disponibilizar recursos para famílias com características de vulnerabilidade, baixa renda e pobreza extrema apresenta histórico de beneficiar não só os que precisam, mas também sendo utilizado de má fé por cidadãos com até boa condição financeira.

regulamentacao-bolsa-familia

Vários casos pelo país já promoveram revolta, casos de vereadores que recebiam o benefício além da remuneração mensal do legislativo, famílias de classe alta que tinham direito ao benefício dentre outros casos que fazem com que a credibilidade do programa diminua, motivo esse do pente fino do programa.

Com o Bolsa Família, há uma forma de garantia de melhorias na alimentação, educação e saúde, pilares para condições humanas no Brasil. Essa checagem de informações vai de encontro ao banco de dados que deve ser atualizado por cada um beneficiário.  Saiba quem pode receber a bolsa familia

Os políticos candidatos a Prefeitos e Vereadores em 2016 são um dos grandes alvos desse pente fino promovido pelo Programa Bolsa Família. O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário do Governo Temer juntamente com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pretende criar esse grupo de trabalho para cancelamento imediato do pagamento aos que se registraram para concorrer as eleições de outubro. Nos últimos 3 anos, mais de dois mil benefícios foram cancelados apenas no âmbito político. Imagine fora desse setor.

Esse Pente tem como objetivo a não omissão de renda e a informação correta de bens e renda de cada família beneficiada, fazendo com que mais famílias tenham o direito e que famílias que não necessitam dessa ajuda não prejudiquem outras que estão em nível de pobreza. O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário ressalta que essa medida não é corte de gastos, mas sim, um direcionamento para quem realmente precisa.

Marque com 5 estrelas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *